Introdução às Tecnologias Java e .Net

Java
A história
Criado em 1991, como Oak, traduzindo: carvalho, uma linguagem começava a ganhar vida tudo, por causa de um projeto da SUN Microsystens chamado de GREEN. Este projeto, tem o intuito de ligar aparelhos domésticos a grande rede muncial, a internet. Devido à alguns problemas com patente um novo nome foi encontrado pela equipe chefiada por James Gosling, então nasceu o JAVA. Esta linguagem revolucionou a forma de programar para internet e cresceu juntamente com ela. O Java chegou ao final dos anos 90 como uma das tecnologias que mais cresceram, deixando para trás linguagens como o PHP e o ASP.
Java é compilado e depois interpretado por uma Máquina virtual (VM) que faz uma ponte entre o código fonte e o sistema operacional, aqui está uma grande e fundamental diferença entre outras tecnologias, com Java “você escreve uma vez e rode em qualquer lugar!”, este é o maior tesouro da linguagem, pois existe uma VM para cada principal Sistema Opercional como: Windows, MacOS e Linux. Outro fator que a fez crescer foi a disponibilidade de recursos para os desenvolvedores denomidadas API, assim é facilmente começar a desenvolver qualquer sistema somente baseado na biblioteca construída, Java é sinônimo de Reutilização, com isso a SUN inovou também no tipo de licenciamento da linguagem, tornando-a FREE, ou seja, licensa Open GL, onde é gratuito utilizar API e Linguagem sem custo adicional. Atualmente o Java é uma tecnologia com disponibilidade para diversos dispositivos como Celulares, PDA´s, Servidores e desktops, sem contar com uma quantidade enorme de frameworks reconhecidos pelo mercado e robustos no que se propõe a fazer.

    Histórico das versões
  • Java 1.0
  • foi a primeira versão pública do Java, continha 212 classes organizadas em oito pacotes, era simples e elegante.

  • Java 1.1
  • Nesta versão as classes tiveram um aumento para 504 classes organizadas em 23 pacotes.
    Java 1.2 – foi a versão mais significativa do Java, triplicando seu tamanho para 1520 classes e 59 pacotes, adicionada as Collections para trabalhar com conjuntos, listas e mapas, sem contar com a adição das classes Swing que fora chamada “Java 2”.

  • Java 1.3
  • Versão com correção de bugs e melhorias de performance e estabilidade, incluindo uma versão de alto desempenho da virutal machine. Outras adições na linguagem foram: Java Naming and Directory Interface (JNDI), novas API´s como a Java Sound e contém 1842 classes em 76 pacotes.

  • Java 1.4
  • Foi outra grande distribuição do Java, com 2991 classes em 135 pacotes, API de E/S de baixo nível em alta performance, reconhecimento de Expressões Regulares, Registro de Log, novas classes de Collections, preferências de usuários, mecanismos de persistência baseados em XML utilizando API´s DOM e SAX, autenticação de usuário com a API Java Authentication and Authorization Service (JAAS), suporte para conexões seguras de rede utilizando o protocolo SSL, suporte para criptografia, nova API para ler e gravar arquivos de imagem, API para impressão em rede, novos componente gráficos na API Swing e uma arquitetura para componentes Drag and Drop. Houve também alterações na plataforma introduzindo o comando assert na linguagem Java.

  • Java 5.0
  • Nesta versão houve mudanças significativas, mesmo na linguagem básica, além dos Genérics, Enuns, anotations, métodos varargs, auto-empacotamento e um novo comando for/in. O aumento nas classes também foram significativas que possui agora 3562 classes e interfaces em 166 pacotes.

  • Java 6.0
  • Lancada com o apelido Mustang, esta versão veio com suporte a scripting com uma engine que nasceu da JSR 223, isto significa que a VM consegue interpretar outras linguagens como exemplo o Ruby e o Groovy, denominadas linguagens dinâmicas. O “Mustang” também oferece suporte à anotações “plugable”, ou seja, você pode criar anotações próprias. Mais segurança com assinaturas digitais com XML, denominada XML-DSIG API´s. Mais facilidades com Webservices de integração com outras plataformas, como o .Net por exemplo. Monitoramento e Gerenciamento de Aplicações Java. Melhoria na API do JDBC, como por exemplo tipos como BLOBs e CLOBs.

  • Java 7.0
  • A versão virá com mudanças mais tímidas, através do projeto Coin da SUN, as mudanças trazem tipo String em instruções switch, simplificação de Genéricos, podendo omití-los em sua instanciação, ficando a cargo da declaração reconhecer a tipagem. A instanciação de algumas Collections como List e Maps ficará mais simples, aceitando a inserção direta de valores, literalmente, bem parecido com os Arrays, pra quem trabalha com uso de BITs será criada também uma feature para trabalhar com literais binárias veja mais em clique aqui. Outro recurso interessante será em relação ao uso de recursos, como manipulação de arquivos, que após ser executado algum dos seguintes blocos: try/catch/finally, serão removidos após o lançamento da Exceção, aliviando da memória o recurso desnecessário, dando mais performance para a VM. Para a versão 7 estava sendo esperado uma melhoria no tratamento de Exceções veja mais em clique aqui. O lançamento desta versão foi divulgado, pela equipe de engenheiros da Oracle, será no dia 28 de julho de 2011. Segundo a Linux Magazine, foi atrasado este lançamento devido a Oracle ter assumido a direção da SUN.

      Referências
      Livros

    1. Java 5 O´Really
    2. Java. Como programar 4ª Edição
    3. Big Java
      Sites

    1. http://pt.shvoong.com/internet-and-technologies/1659905-hist%C3%B3ria-das-vers%C3%B5es-java/
    2. http://celodemelo.wordpress.com/2009/06/19/linguagens-dinamicas/
    3. http://onjava.com/onjava/2006/04/26/mustang-meets-rhino-java-se-6-scripting.html
    4. http://www.worldlingo.com/ma/enwiki/pt/Java_version_history
    5. http://blogs.sun.com/dannycoward/entry/the_10_things_you_need
    6. http://javafree.uol.com.br/noticia/4257/Confiram-algumas-novidades-do-JDK-7-do-Java.html
    7. http://www.linuxmagazine.com.br/lm/noticia/oracle_divulga_cronograma_de_lancamento_do_jdk_7

    Dot Net
    A história
    Para entendermos de onde surgiu a plataforma Dot Net, precisamos conhecer um pouco sobre o Basic, linguagem da Microsoft para desenvolvimento. Esta linguagem é bem anterior ao Visual Basic, e foi evoluindo, lembro-me que estudei esta linguagem aos 11 anos, aproximadamente em 1986. Bom, o Visual Basic, surgiu e foi compilado em 1981, com o nome de Thunder, segundo o Livro Visual Basic.NET, de João A. Ferreira, link , neste site é possível baixar todos os capítulos gratuitamente sobre como desenvolver com VB.Net. João diz também, que a o Visual Basic começou a ganhar mercado deixando para trás uma característica fundamental que marcou o Basic, que era possível ensinar crianças a aprenderem a programar. Houve outra grande mudança importante que trouxe de vez o VB para o mercado, chamado de RAD (Rapid Application Development), nada mais é do que ter uma ferramenta cheia de facilidades para o dia a dia. Atualmente o VB está incorporado ao .Net Framework utilizando o Visual Studio como VB.Net.
    O Framework .Net foi escrito sobre um ambiente de execução denominado CLR (Common Language Runtime), todavia fora unifica um conjunto de bibliotecas e API´s do Windows, todo este esforço da Microsoft é para criar um único ambiente de desenvolvimento, facilitando o desenvolvimento e execução de aplicativos e sistemas, a intenção é rodar em qualquer dispositivo no qual se tenha o framework instalado.

      Histórico das versões
  • .NET Framework 1.0 (Rainer)
  • Primeira versão oficial da plataforma .NET.

  • .NET Framework 1.1 (Everett)
  • Versão bem difundida e utilizada pelos desenvolvedores. Conhece alguém que ainda usa ?

  • .NET Framework 2.0 (Whidbey)
  • Versão que trouxe diversas melhorias como o modelo de provedores. Versão muita usada.

  • NET Framework 3.0
  • Inclusão das novas tecnologias : WPF, WCF, WF, Windows CardSpace. Não houve uma nova versão do Visual Studio.

  • .NET Framework 3.5 (Orcas)
  • Versão atual com lançamento do LINQ, ADO .NET Entity Framework, ADO .NET Data Services, ASP .NET MVC. Melhorias no WPF, WCF, WF e CardSpace com o service pack 1.

  • .NET Framework 4.0 (Hawaii)
  • Lançado em 12 de abril de 2010. Esta versão trouxe várias mudanças, mas vamos citá-las: Asp.NET4.0, Ajax4.0, PLinq, WF4.0, WPF4.0, WCF4.0, MEF, DLR, EF4.0, MVC2, ADO.NET4.0, +BCL. Estas sopas de letrinhas explicarei junto com cada mudança em Post Especial para cada uma delas. Conforme instrução abaixo.

    *Em relação ao histórico do .Net Framework estou preparando um novo post, porque a versão 2, 3 e 4 houve uma grande mudança, mostrando que a Microsoft está atualizando e trazendo grandes novidades em suas atualizações.

      Referências
      Sites

    1. http://pt.wikipedia.org/wiki/Microsoft_.NET
    2. http://msdn.microsoft.com/pt-br/library/cc518015.aspx
    3. http://www.macoratti.net/09/02/net_2009.htm
    4. http://msdn.microsoft.com/en-us/library/t357fb32.aspx
    5. http://pt.wikipedia.org/wiki/Component_Object_Model
    6. http://www.hardware.com.br/noticias/2010-01/4B54BEDA.html
    7. http://blogs.msdn.com/b/wcamb/archive/2010/06/07/net-framework-4-novos-recursos-para-novas-aplica-231-245-es.aspx
    8. Anúncios

    2 Respostas para “Introdução às Tecnologias Java e .Net

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s